Wandenkolk, Eduardo

Área de identificação

Tipo de entidade

Pessoa

Forma autorizada do nome

Wandenkolk, Eduardo

Forma(s) paralela(s) de nome

Formas normalizadas do nome de acordo com outras regras

Outra(s) forma(s) de nome

identificadores para entidades coletivas

Área de descrição

Datas de existência

1838 - 1902

Histórico

O Almirante Eduardo Wandenkolk, filho de José Eduardo Wandenkolk e Martinha Gomensoro, nasceu em 29 de julho de 1838, na cidade do Rio de Janeiro. Assentou praça de aspirante a guarda-marinha em 1o de março de 1853, atingindo o primeiro posto de oficial-general no dia 3 de dezembro de 1887. Em sua administração à frente do Ministério da Marinha, estabeleceu todo um rol de novas normatizações, visando uma melhor organização administrativa na nascente República. Reorganizou o Quartel-General da Armada; fundiu os postos de chefe de divisão e chefe de esquadra no posto de contra-almirante; no Corpo de Saúde, criou a Brigada de Enfermeiros; no Corpo da Fazenda, criou a Brigada de Fiéis. Organizou o Corpo de Engenheiros Navais e o de Maquinistas, anexando a este último o Quadro de Foguistas; organizou o Serviço Geral e Fluvial da Praticagem e contribuiu para reformulação do Código Disciplinar para a Armada. No período de sua administração, foram incorporados o Rebocador Audaz e as Torpedeiras Marcílio Dias, Iguatemi e Araguari. Faleceu em 4 de outubro de 1902.

Locais

Rio de Janeiro - RJ

Estado Legal

Funções, ocupações e atividades

Carreira: Praça de Aspirante a Guarda-Marinha em 1o de março de 1853; Guarda-Marinha em 29 de novembro de 1855; Segundo-Tenente em 11 de junho de 1858; Primeiro-Tenente em 2 de dezembro de 1862; Capitão-Tenente em 12 de abril de 1868; Capitão de Fragata em 17 de novembro de 1875; Capitão de Mar e Guerra em 1o de dezembro de 1882; Chefe de Divisão em 3 de dezembro de 1887; Contra-Almirante em 30 de dezembro de 1889; Vice-Almirante em 15 de janeiro de 1890; Almirante em 27 de outubro de 1899.

Comandos e Direções: Canhoneira Tramandaí; Monitor Piauí; Encouraçado Colombo; Transporte Leopoldina; Corveta Bahiana; Fragata Amazonas; Corveta Niterói; Canhoneira Belmonte; Encouraçado Bahia; Capitania dos Portos da Província do Rio Grande do Sul; Companhia de Aprendizes-Marinheiros da Província do Rio Grande do Sul; Corveta Vital de Oliveira; Encouraçado Riachuelo; Cruzador Almirante Barroso; Divisão de Cruzadores da Esquadra de Evoluções; Divisão Naval do Terceiro Distrito Naval; Ministro da Marinha; Estado-Maior General da Armada.

Vida Política: Ministério das Relações Exteriores; Ministério da Guerra; Ministério do Interior; Senador pela Capital Federal.

Mandatos/fontes de autoridade

Estruturas internas/genealogia

Contexto geral

Área de relacionamentos

Área de pontos de acesso

Pontos de acesso de assunto

Pontos de acesso local

Ocupações

Área de controle

Identificador de autoridade arquivística de documentos

Identificador da entidade custodiadora

Regras ou convenções utilizadas

Estado atual

Preliminar

Nível de detalhamento

Parcial

Datas de criação, revisão e eliminação

16/07/2015 - Estagiária Nathalia Oliveira

Idioma(s)

Sistema(s) de escrita(s)

Fontes

Notas de manutenção

  • Área de Transferência

  • Exportar

  • EAC

Assuntos relacionados

Lugares relacionados