Mostrando 369 resultados

Places
Places termo Nota de âmbito Contagem de: descrição arquivística Contagem de: registro de autoridade
Província do Rio Grande do Sul 0 0
Portugal 0 0
Brasil 5 0
Uruguai 0 0
Província de Santa Catarina 0 0
Brasília - DF 421 0
Aruba 0 0
Goiânia - GO 0 0
Belo Horizonte - MG 1 0
Niterói - RJ 264 0
Paraguai 0 0
Buenos Aires - Argentina 3 0
Lisboa - Portugal 102 0
Ilha de Itaparica - BA 0 0
Província do Mato Grosso 0 0
Porto Alegre - RS 3 0
Vila de São José do Norte - RS 0 0
Recife - PE 36 0
Rio Grande - RS 25 0
Laguna - SC 1 0
Pelotas - RS 0 0
Tuyu-Cuê - Paraguai 0 0
Cuiabá - MT 1 0
África
0 0
Santa Fé - Argentina 0 0
Castillos - Uruguai 0 0
Pernambuco - PE 2 0
Pará - PA 1 0
Santa Catarina - SC 2 0
Rio Grande do Sul - RS 6 0
Rio Aquidabã - Paraguai
  • O Rio Aquidabã é um rio que banha o Paraguai. Nasce na Cordilheira de Amambay e percorre, no sentido leste-oeste, por 250 km através dos departamentos de Amambay e Concepción, desembocando no rio Paraguai ao norte da cidade de Concepción. Faz parte da Bacia do Prata e seus principais afluentes são os rios Trementina e Negla. Ganhou fama na Guerra do Paraguai, pois ali perto aconteceu a última das grandes batalhas entre os combatentes, em 1º de março de 1870, que deu fim à Guerra do Paraguai, com a morte de Solano Lopez 1 . Atualmente é um dos lugares preferidos para pesca e para esportes radicais, por causa das suas cachoeiras. Características Principais: Comprimento: 250 km Nascente: Cordilheira de Amambay Área da bacia: 11.325 km² Delta: Rio Paraguai Afluentes principais: rios Trementina e Negla País: Paraguai País da bacia hidrográfica: Paraguai.
0 0
Cabo Frio - RJ 3 0
Imperatriz - MA 2 0
Parintins - AM 8 0
Tabatinga - AM 13 0
Manaus - AM 611 0
São Pedro da Aldeia - RJ 18 0
Ladário - MS 26 0
Salvador - BA 195 0
Belém - PA 112 0
Iugoslávia 0 0
Fortaleza - CE 94 0
Egito 0 0
Turquia 7 0
Rio Paraguai 0 0
Acarati - CE 1 0
Parati - RJ 1 0
Camocim - CE 1 0
São João da Barra - RJ 1 0
Tramandaí - RS 1 0
Cruzeiro do Sul - AC 1 0
Boca do Acre - AM 1 0
Bom Jesus Lapa - BA 54 0
Caceres - MT 1 0
Eirunepe - AM 0 0
Guajará - Mirim - RO 2 0
Humaitá - AM 1 0
Itacoatiara - AM 1 0
Penedo - AL 1 0
Porto Murtinho - MS 146 0
São Felix do Araguaia - MT 1 0
Tefé - AM 9 0
São Gonçalo - RJ 107 0
Ilha do Governador - RJ 18 0
Duque de Caxias - RJ 10 0
Natal - RN 199 0
Jacarepaguá - RJ 1 0
Santana - AP 2 0
João Pessoa - PB 1 0
Maceió - AL 36 0
Florianópolis - SC 33 0
Santos - SP 13 0
Aracajú - SE 4 0
Vitória - ES 1 0
São Luís - MA 2 0
Paranaguá - PR 8 0
Parnaíba - PI 2 0
Benfica - Rio de Janeiro - RJ 1 0
Nova Friburgo - RJ 1 0
Berlim - Alemanha 9 0
Londres - Inglaterra 43 0
Vila Velha - ES 2 0
Olinda - PE 31 0
Província Cisplatina
  • A Cisplatina foi uma província do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves e, posteriormente, do Império do Brasil. A província correspondia ao atual território do Uruguai.Os argentinos reivindicavam-na como parte do antigo Vice-reinado do Prata. O Império do Brasil a mantinha como necessária para a defesa das províncias do Sul. A separação ocorreu em 1828, com a independência do território que formou a República Oriental do Uruguai. Em 1811, na Primeira campanha cisplatina, as forças portuguesas ajudaram os espanhóis sitiados em Montevidéu a repelir Artigas e os rebelados argentinos, que permaneceram na região com a prática de guerrilhas. Em 1813, Artigas usou a denominação deArtigas usou a denominação de "Província Oriental" para a região antes referida genericamente como Banda Oriental, referindo-se a estar situada na margem leste ou oriental do Rio da Prata.1 Em 1815, com a restauração dos Bourbons na Espanha, surgiu em D. João VI o receio da formação de um bloco político espanhol poderoso no rio da Prata, unido e extenso. E em 1816 enviou ao sul a Divisão de Voluntários Reais, comandados pelo general Carlos Frederico Lécor, que tomou Maldonado e ocupou Montevidéu em 1817. Mas Artigas prosseguiria sua guerrilha. Só a vitória portuguesa na batalha de Tacuarembó, em 1820, estabeleceria o domínio definitivo luso-brasileiro na região.2 A Província Oriental, em 1820, estava devastada pela guerra entre caudilhos e desordens, e os campos despovoados de gado. A população estava disposta a aceitar uma solução salvadora e nessas condições se deu a incorporação no Brasil. Lécor reuniu um Congresso que sancionou a anexação da Província ao Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves, por Tratado de 31 de julho de 1821.1 3 A província anexada é referida como "Província Cisplatina" pelos portugueses do mesmo lado do Rio da Prata que o Brasil. Tal anexação teve o apoio inicial de próceres da nova província, que, posteriormente, contudo, procurariam a independência da região.
0 0
Província de Entre Rios - Argentina
  • Entre Ríos (Entre Rios, na sua forma aportuguesada) é a 17a província da Argentina em extensão e a sexta mais populosa. Está situada ao norte da província de Buenos Aires, ao sul da província de Corrientes, a leste da província de Santa Fe e a oeste da República Oriental do Uruguai. Conjuntamente com as províncias de Misiones e Corrientes forma a região chamada Mesopotâmia argentina, por localizar-se em meio a dois grandes rios: o Paraná e o Uruguai. Tem um relevo plano, com suaves ondulações, conhecidas como lomadas: Lomada Grande (a leste) e Lomada de Montiel (a oeste).
0 0
Rio Negro - Argentina
  • O Río Negro é o curso de água mais importante da Província argentina de Río Negro e o segundo da Patagônia quanto ao seu caudal. Seu nome é derivado da tradução literal do mapudungun Curu Leuvu, apesar de suas águas serem mais de um verde-escuro do que negro. Antigamente era conhecido também como Río de los Sauces devido a grande quantidade de salgueiros que existiam em suas margens. Apresenta uma extensão de 635 km. Com uma de suas cabeceiras, o Rio Neuquén, o comprimento total do sistema fluvial Negro-Neuquén chega aos 1.055 km. Nasce da confluêncio dos rios Limay e Neuquén, no extremo oriental da Província de Neuquén, e flui em direção este-sudeste no território rionegrino até alcançar o Oceano Atlântico perto do Balneário El Cóndor, 30 km ao sul de Viedma, capital da Província. No último trecho de seu percurso constitue o limite natural entre as províncias de Rio Negro e Buenos Aires.
0 0
Angra dos Reis - RJ 4 0
Paramaribo - Suriname 8 0
Campo Grande - RJ 1 0
Iraque 8 0
São Paulo - SP 18 0
Santarém - PA 2 0
Ipero - SP 1 0
Libano 0 0
Georgetown - Guiana 9 0
Parnamirim - RN 1 0
Cairo - Egito 7 0
Santa Fé de Bogotá - Colômbia 8 0
Ilhéus - BA 232 0
Itacuruça - RJ 2 0
Exibindo 1-100 de 369 resultados