Serviço de Seleção do Pessoal da Marinha

Área de identificação

tipo de entidade

Entidade coletiva

Forma autorizada do nome

Serviço de Seleção do Pessoal da Marinha

Forma(s) paralela(s) de nome

  • SSPM

Formas normalizadas do nome de acordo com outras regras

  • SVCSEL

Outra(s) forma(s) do nome

  • 62500

identificadores para entidades coletivas

área de descrição

datas de existência

17/07/1969

história

Em meados da década de 1940, a Marinha do Brasil deu seu primeiro passo no uso do conhecimento da Psicologia voltado às atividades militares. De fato, as potencialidades dessa ciência começaram a se evidenciar a partir da publicação, pela Imprensa Naval, em 1944, do trabalho do então Primeiro-Tenente (IN) Raul Mendes Jorge, intitulado "A Psicotécnica e a Marinha", cuja divulgação foi determinada pelo Ministro da Marinha à época, Vice-Almirante Henrique Aristides Guilhem, por meio do Despacho de 13 de março de 1944. Nesse trabalho, é possível vislumbrar a potencialidade da Psicologia no âmbito de nossa Força. Nesta mesma década, mais precisamente em 1946, foi criada a Seção de Seleção, integrada à estrutura organizacional da Diretoria do Pessoal da Armada, conforme estabelecido no Regimento Interno daquela Diretoria, aprovado pelo Aviso nº 1.454, de 15 de julho de 1946, do Ministro da Marinha, Vice-Almirante Jorge Dodsworth Martins. Segundo os registros históricos, funcionava num anexo do Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW). Os bons resultados obtidos com a avaliação psicotécnica realizada pela Seção de Seleção demonstraram a necessidade de ampliação de tal atividade. Assim, de acordo com o Despacho de 14 de julho de 1948 do Ministro da Marinha, Almirante-de-Esquadra Sylvio de Noronha, a Seção de Seleção evoluiu para Gabinete de Psicotécnica da Marinha. Alocado à estrutura da Diretoria do Ensino Naval, tinha como uma de suas finalidades selecionar e classificar, segundo a Psicotécnica Naval, o pessoal a ele encaminhado. O trabalho desenvolvido foi tomando grandes proporções e em 28 de julho de 1951, pelo Aviso nº 2.026, do Ministro da Marinha, Vice-Almirante Renato de Almeida Guillobel, foi criado, como Organização Militar, o Serviço de Seleção Psicotécnica Naval (SSPN), subordinado diretamente à Diretoria do Pessoal da Armada, com sede na cidade do Rio de Janeiro. Devido ao crescimento dos trabalhos, houve a necessidade de maior espaço físico e o SSPN, em setembro de 1951, passou a ocupar o 5º andar do Edifício Lowndes, na Avenida Presidente Vargas, nº 290 (Praça Pio X). O Aviso Ministerial nº 1.502, de 02 de junho de 1955, do Vice-Almirante Edmundo Jordão Amorim do Valle, alterou a denominação do órgão para Serviço de Seleção do Pessoal da Marinha (SSPM). Em março de 1969 o SSPM foi transferido para o Edifício nº 24 do Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro, na Ilha das Cobras. Nessas instalações funcionou até dezembro de 1978 quando foi transferido para o edifício da Rua 1º de Março, nº 112. Em face da reforma administrativa da Marinha, pela Ordem do Dia nº 0043, de 17 de julho de 1969, do Diretor-Geral do Pessoal da Marinha, Almirante-de-Esquadra Antônio Borges da Silveira Lobo, o SSPM passou à subordinação da recém ativada Diretoria de Ensino da Marinha, estrutura organizacional que permanece até a atualidade. As atividades do SSPM foram regulamentadas pelo Decreto nº 45.650, de 25 de março de 1959, e posteriormente alteradas pelo Decreto nº 59459, de 7 de novembro de 1966, pelas Portaria nº 0014, de 09 de maio de 1986, e nº 0055, de 2 de outubro de 1992, do Chefe do Estado-Maior da Armada, e pela Portaria nº 0025, de 28 de janeiro de 1997, do Diretor-Geral do Pessoal da Marinha. Revogados os Decretos e Portarias de regulamentação e de alterações pelo Decreto nº 92.538, de 11 de abril de 1986 e pela Portaria nº 360, de 9 de dezembro de 1996, do Chefe do Estado-Maior da Armada, e pela Portaria nº 0007, de 14 de janeiro de 1997, do Diretor-Geral do Pessoal da Marinha, passou a ter suas atividades e organização estruturadas pelo Regulamento, aprovado pela Portaria nº 0120, de 26 de março de 1998, do Diretor-Geral do Pessoal da Marinha. Até 1998, o SSPM tinha como missão "contribuir para a Seleção e a Classificação de Recursos Humanos na MB". A partir da aprovação do novo Regulamento, pela Portaria n.º 0120, de 26 de março de 1998, do Diretor-Geral do Pessoal da Marinha, a sua missão passou a ser "contribuir para a valorização e a capacitação dos recursos humanos na Marinha do Brasil, visando à preparação e à aplicação do Poder Naval". A partir de 20 de novembro de 1998, em cumprimento à determinação do Almirante-de-Esquadra Mauro César Rodrigues Pereira, contida na Nota Eletrônica Oficial n.º 083/1998 do Gabinete do Ministro da Marinha, o Serviço de Seleção passou a funcionar nas antigas instalações da Diretoria de Ensino da Marinha, ocupando os 2º e 4º andares do atual Edifício Almirante Prado Maia, no Complexo do 1º Distrito Naval, onde permanece até os dias atuais.

Locais

Rio de Janeiro - RJ

status legal

funções, ocupações e atividades

Aplicar o conhecimento da Psicologia Organizacional; planejar e executar avaliações psicológicas; propor a classificação e a indicação de especialidade do pessoal em formação na Marinha do Brasil; desenvolver estudos e pesquisas; e elaborar e aprimorar técnicas psicológicas e instrumentos de avaliação de desempenho, contribuindo para a valorização e a capacitação dos recursos humanos na Marinha do Brasil, visando à preparação e aplicação do Poder Naval.

Mandatos/Fontes de autoridade

Estruturas internas/genealogia

contexto geral

Em face da reforma administrativa da Marinha, pela Ordem do Dia nº 0043, de 17 de julho de 1969, do Diretor-Geral do Pessoal da Marinha, Almirante-de-Esquadra Antônio Borges da Silveira Lobo, o SSPM passou à subordinação da recém ativada Diretoria de Ensino da Marinha, estrutura organizacional que permanece até a atualidade. As atividades do SSPM foram regulamentadas pelo Decreto nº 45.650, de 25 de março de 1959, e posteriormente alteradas pelo Decreto nº 59459, de 7 de novembro de 1966, pelas Portaria nº 0014, de 09 de maio de 1986, e nº 0055, de 2 de outubro de 1992, do Chefe do Estado-Maior da Armada, e pela Portaria nº 0025, de 28 de janeiro de 1997, do Diretor-Geral do Pessoal da Marinha. Revogados os Decretos e Portarias de regulamentação e de alterações pelo Decreto nº 92.538, de 11 de abril de 1986 e pela Portaria nº 360, de 9 de dezembro de 1996, do Chefe do Estado-Maior da Armada, e pela Portaria nº 0007, de 14 de janeiro de 1997, do Diretor-Geral do Pessoal da Marinha, passou a ter suas atividades e organização estruturadas pelo Regulamento, aprovado pela Portaria nº 0120, de 26 de março de 1998, do Diretor-Geral do Pessoal da Marinha. Até 1998, o SSPM tinha como missão "contribuir para a Seleção e a Classificação de Recursos Humanos na MB". A partir da aprovação do novo Regulamento, pela Portaria n.º 0120, de 26 de março de 1998, do Diretor-Geral do Pessoal da Marinha, a sua missão passou a ser "contribuir para a valorização e a capacitação dos recursos humanos na Marinha do Brasil, visando à preparação e à aplicação do Poder Naval". A partir de 20 de novembro de 1998, em cumprimento à determinação do Almirante-de-Esquadra Mauro César Rodrigues Pereira, contida na Nota Eletrônica Oficial n.º 083/1998 do Gabinete do Ministro da Marinha, o Serviço de Seleção passou a funcionar nas antigas instalações da Diretoria de Ensino da Marinha, ocupando os 2º e 4º andares do atual Edifício Almirante Prado Maia, no Complexo do 1º Distrito Naval, onde permanece até os dias atuais.

Área de relacionamento

Área de ponto de acesso

Ocupações

Área de controle

Identificador do registro de autoridade

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Status

Final

Nível de detalhamento

Parcial

Datas de criação, revisão e eliminação

03/09/2013 - 2ºSG-AV-VN-VIEIRA (Estagiário)

Idioma(s)

Sistema(s) de escrita(s)

Notas de manutenção

  • Área de Transferência

  • Exportar

  • EAC