Fundo RTRTAO - Rebocador de Alto-Mar Tritão

Código de referência

RJDPHDM RTRTAO

Título

Rebocador de Alto-Mar Tritão

Data(s)

  • 19/02/1987 (Produção)

Nível de descrição

Fundo

Dimensão e suporte

Suporte papel: A4
Suporte digital: .PDF

Nome do produtor

(19/02/1987)

História administrativa

O Rebocador de Alto Mar Tritão - R 21, ex-Sarandi, é o segundo navio a ostentar esse nome em homenagem a Tritão, filho de Poseidon e Anfitrite, na Marinha do Brasil. O Tritão foi construído pelo ESTANAVE - Estaleiro da Amazônia S/A, em Manaus, onde teve sua quilha batida em 7 de fevereiro de 1977 e foi lançado ao mar em 6 de setembro de 1977. Em meados de 1984 o ESTANAVE ofereceu para venda os cascos 144, 145 e 150, que eram parte de uma encomenda de 10 Rebocadores de Apoio de Plataformas de Petróleo feita pela PETROBRAS, que após receber quatro embarcações, negociou com o estaleiro o cancelamento do restante da encomenda. A MB interessou-se pela oferta, em razão da necessidade de substituição dos então rebocadores classe Tritão/Sotoyomo, e, após estudos de viabilidade de conversão dos cascos em Rebocadores de Alto-Mar, realizados pela Diretoria Geral de Material da Marinha (DGMM), com participação do Comando de Operações Navais (ComOpNav), Diretoria de Armamento e Comunicações da Marinha (DACM), Diretoria de Engenharia Naval (DEN) e Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro (AMRJ), adquiriu os cascos. O Estado-Maior da Armada (EMA) estabeleceu os requisitos operacionais para a conversão dos cascos em Rebocadores de Alto-Mar, e a DGMM, em 6 de maio de 1984, submeteu àquela OM os arranjos produzidos pelo Estaleiro para atender a tais requisitos, sendo assinado em 27 de maio de 1985, com a ESTANAVE S/A, o Controle de Conversão dos três cascos. As obras de conversão iniciaram-se em 4 de julho de 1985 e a primeira docagem do casco 145, foi concluída no dia 30 de março de 1986. A primeira saída de experiência preliminar foi realizada no dia 4 de fevereiro de 1987. A Prova de Mar oficial foi realizada no dia 6 de fevereiro 1987. Foi submetido a Mostra de Armamento e incorporado em 19 de fevereiro de 1987, em cerimônia presidida pelo CEMA Almirante-de-Esquadra Luiz Leal Ferreira, e que contou com a participação do MM AE Henrique Sabóia, do DGMM, do ComOpNav e do Com4ºDN.

Entidade custodiadora

Procedência

Rebocador de Alto-Mar Tritão.

Âmbito e conteúdo

Documentos relacionados ao Rebocador de Alto-Mar Tritão.

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

Condições de acesso

Livre

Condiçoes de reprodução

Sem restrição

Idioma do material

  • português do Brasil

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de descrição

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Identificador(es) alternativos

Pontos de acesso de assunto

Pontos de acesso local

Ponto de acesso nome

Pontos de acesso de gênero

Identificador da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Status

Final

Nível de detalhamento

Parcial

Datas de criação, revisão, eliminação

29/10/2013

Idioma(s)

Sistema(s) de escrita(s)

Fontes

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Pessoas e organizações relacionadas

Gêneros relacionados

Lugares relacionados