Navio-Patrulha Macau

Área de identificação

tipo de entidade

Entidade coletiva

Forma autorizada do nome

Navio-Patrulha Macau

Forma(s) paralela(s) de nome

  • NPAMACAU

Formas normalizadas do nome de acordo com outras regras

  • NPACAU

Outra(s) forma(s) do nome

  • 83171

identificadores para entidades coletivas

área de descrição

datas de existência

30/11/2010

história

O Navio Patrulha Macau - P 75, é o primeiro navio a ostentar esse nome na Marinha do Brasil, em homenagem a cidade homonima localizada no litoral do Estado do Rio Grande do Norte. Foi ordenado como parte do 1º lote de duas unidades da classe, junto com o NPa Macaé - P 70. Foi construído pelo estaleiro INACE - Industria Naval do Ceará S/A, em Fortaleza, seguindo o projeto da CNM, da França. Teve sua quilha batida em 17 de julho de 2007, pelo Almirante-de-Esquadra Julio Soares de Moura Neto, Comandante de Marinha em cerimonia que contou com a participação do Dr. Eric Berthelot, Diretor da CMN – “Constructions Mécaniques de Normandie”, empresa francesa encarregada de fornecer o projeto, e do Dr. Antonio Gil Fernandes Bezerra, Diretor-Presidente da INACE. Foi lançado ao mar em 30 de novembro de 2010 e submetido a Mostra de Armamento na mesma data, em cumprimento ao disposto na Portaria nº 411, de 11/11/2010 do CM, em cerimônia realizada em Fortaleza-CE, contanto mais uma vez com a presença do Comandante da Marinha AE Moura Neto. Naquela ocasião assumiu o comando o Capitão-de-Corveta Mauricio do Nascimento Pinto.
Esses navios se destinam ao patrulhamento das Águas Jurisdicionais Brasileiras, devendo executar diversas tarefas, dentre elas as de, em situação de conflito, efetuar patrulha para a vigilância e defesa do litoral, de áreas marítimas costeiras e das plataformas de exploração/explotação de petróleo no mar e contribuir para defesa de porto; e, em situação de paz, promover a fiscalização que vise ao resguardo dos recursos do mar territorial, zona contígua e zona econômica exclusiva (ZEE), de repressão às atividades ilícitas (pesca ilegal, contrabando, narcotráfico e poluição do meio ambiente marinho), contribuir para a segurança das instalações costeiras e das plataformas marítimas contra ações de sabotagem e realizar operações de busca e salvamento na área de responsabilidade do Brasil.
2011

Em 6 de dezembro, com o navio atracado no píer do estaleiro INACE, foi realizada a transmissão do cargo de comandante do CC Mauricio do Nascimento Pinto para o CC Leonardo Braga Martins.

O Macau atuará na área do Comando do 3º Distrito Naval, incorporado ao Grupamento Naval do Nordeste.

2012

Em 4 de maio atracou em Salvador por volta das 14:00h, suspendendo as 16:00h. De Salvador o navio seguiu para o Rio de Janeiro onde chegou em 8 de maio no inicio da tarde. Foi notado na estadia do navio no Rio de Janeiro que seu indicativo de casco foi mudado de PAPA 75 para PAPA 71.

Em 15 de maio suspendeu do cais do 1º DN por volta das 17:00h iniciando o retorno para a sua sede em Natal-RN.

Em 18 de maio chegou ao porto de Salvador, atracando por volta das 16:00h.

Em setembro o navio ainda se encontrava sob a subordinação da Diretoria de Material da Marinha.

Locais

status legal

funções, ocupações e atividades

O serviço de patrulha das águas sob jurisdição brasileira, afim de contribuir para o controle de área marítima.

Mandatos/Fontes de autoridade

Estruturas internas/genealogia

contexto geral

Área de relacionamento

Área de ponto de acesso

Ocupações

Área de controle

Identificador do registro de autoridade

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Status

Final

Nível de detalhamento

Parcial

Datas de criação, revisão e eliminação

10/09/2013 Karolina de Lucena (Estagiária)

Sem informações sobre o e contexto geral.

Idioma(s)

Sistema(s) de escrita(s)

Fontes

Notas de manutenção

  • Área de Transferência

  • Exportar

  • EAC