Fundo NPAURI - Navio-Patrulha Gurupi

Código de referência

RJDPHDM NPAURI

Título

Navio-Patrulha Gurupi

Data(s)

  • 23/04/1996 (Produção)

Nível de descrição

Fundo

Dimensão e suporte

Dimensões variadas
Suportes: papel, microfilme, filme, fita e digital

Nome do produtor

(23/04/1996)

História administrativa

O Navio Patrulha Gurupi - P 47, foi ordenado em 1994 como parte do 4º lote de duas unidades da classe, junto ao estaleiro Peenewerft GmBH, em Wolfgast, Alemanha. O Gurupi é o segundo navio a ostentar esse nome na Marinha do Brasil, em homenagem a um rio homônimo, na divisa entre o Estado do Pará e o Maranhão. Foi construído seguindo o projeto do estaleiro Vosper-QAF Ltd, de Singapura. Foi batizado e lançado ao mar em 6 de setembro de 1995, sendo sua Madrinha a Sra. Carmen Lucia Bezerra C. Façanha. Foi submetido a Mostra de Armamento em 15 de dezembro de 1995 e incorporado à Armada em 23 de abril de 1996, em cerimônia presidida pelo Chefe do Estado-Maior da Armada, AE Domingos Alfredo Silva. Naquela ocasião, assumiu o comando o Capitão-Tenente Simão Cirineu Zocollaro.

Os NPa classe Grajaú tinham a previsão de receber a diretora Radamec 1000N, mas esse projeto foi temporariamente suspenso.
Esta subordinado ao 1º Distrito Naval, integrando o Grupamento Naval do Sudeste (GrupNSE), tendo como área de atuação o litoral dos Estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo, operando a partir do Rio de Janeiro-RJ.
1996

Em junho e julho, fez estação sob o Controle Operativo do Comando do Grupamento Naval do Sul na área do Comando do 5º Distrito Naval, realizando comissões de Policia Naval na Ilha da Paz-SC, Patrulha de Pesca (PATPES) em apoio ao IBAMA, Feitoria, Patrulha Costeira (PATCOS) e adestramento com os demais navios distritais.

Em 22 de julho, suspendeu de Rio Grande-RS, com destino a Montevideo (Uruguai), na comissão NAPAREX-III.

Em 3 de agosto, regressou ao Rio de Janeiro.

1997

Entre 21 e 30 de março, participou junto com o RbAM Tritão - R 21 e o NV Abrolhos - M 19, participaram dos eventos ligados a VI Festa do Mar em Rio Grande-RS.
1999

No primeiro trimestre realizou o embarque de Aspirantes da Escola Naval como parte do Estagio de Verão de 1999.
2000

Entre 8 e 17 de fevereiro, participou da Operação ADEREX-I/00, realizada na área compreendida entre Rio de Janeiro e Santos, junto com navios do GT 802.1, formado pela 2ª Divisão da Esquadra.

2001

Entre 5 e 15 de março, participou da Operação ADEREX II/01, realizada na área marítima entre o Rio de Janeiro e São Paulo.
Entre 3 e 5 de outubro, atuou como força de oposição nas operações ao largo de Cabo Frio com o NAe USS Nimitz – CVN 68, que estava sendo transferido da Base Naval de Norfolk (Virgínia) para a de San Diego (Califórnia). Também participaram dessa PASSEX as F União - F 45, Bosisio - F 48 e Rademaker - F 49 e o NPa Gurupá - P 46.

2004

Na segunda quinzena de março, realizou estação de patrulha no litoral de São Paulo, visitando o porto de Santos.

Em 21 de novembro, partiu do Rio de Janeiro para Operação MARLIM XXII, comissão de patrulha na Bacia de Campos no litoral norte do Estado do Rio de Janeiro.
Na primeira quinzena de dezembro, realizou estação de patrulha no litoral de São Paulo, visitando o porto de Santos.
2005

Em 22 de junho, participou como OPFOR da Operação ADEREX II/05, que foi realizada na área marítima entre o Rio de Janeiro e Salvador em conjunto com varias unidades das 1ª e 2ª Divisões da Esquadra.

Em dezembro, participou da Operação Combinada LEÃO II, realizada na área entre o Rio de Janeiro e o Espírito Santo, com unidades do Exercito e da Força Aérea, integrando uma Força-Tarefa composta também pelos NDD Ceará - G 30 e Rio de Janeiro - G 31, NDCC Mattoso Maia - G 28, NTrT Ary Parreiras - G 21, F Independência - F 44, Defensora - F 41 e Niterói - F 40, NE Brasil - U 27, Cv Jaceguai - V 31 e o RbAM Almirante Guillobel - R 25, além de duas EDCG e diversas embarcações de desembarque. Participaram ainda uma UAnf do CFN e várias aeronaves da ForAerNav.

2006

Na primeira quinzena de março, realizou estação de patrulha no litoral de São Paulo, visitando o porto de Santos.
Em 23 de março, foi submetido a VSA pela SIPAA-ForSup (Seção de Investigação de Prevenção de Acidentes do Comando da Força de Superfície).

Participou da Operação TROPICALEX-I/06, realizada no período de 1º de maio a 1º de junho ao longo do litoral das regiões Nordeste e Sudeste, integrando o Grupo-Tarefa 705.1 composto pelas F Bosisio - F 48, Greenhalgh - F 46, Rademaker - F 49, Niterói - F 40 e Independência - F 44; Cv Jaceguai - V 31 e Frontin - V 33; CT Pará - D 27; NT Marajó - G 27 e Almirante Gastão Motta - G 23; NDD Rio de Janeiro - G 31; NDCC Mattoso Maia - G 28 e os S Tamoio - S 31 e Tapajó - S 33. A operação contou com o apoio do NSS Felinto Perry - K 11 e com a participação dos seguintes navios distritais, além do Gurupi: RbAM Tridente - R 22 do 1º DN; Cv Caboclo - V 19, NPa Guaratuba - P 50 e Gravataí - P 51 e NV Atalaia - M 17, Araçatuba - M 18, Abrolhos - M 19 e Albardão - M 20, do 2º DN e o RbAM Trindade - R 26 e os NPa Grajaú - P 40, Goiana - P 43 e Graúna - P 42 do 3º DN. Também participaram aeronaves da ForAerNav e da FAB.

2007

Em março, realizou comissão ao sul, junto com o NPa Gurupá - P 46, para exercícios com as Marinha do Uruguai. Foram visitados os portos de Itajai-SC, Porto Alegre-RS, onde estiveram entre os dias 16 e 19 e Montevideo (Uruguai).

Em 11 de junho, data alusiva ao 142º Aniversario da Batalha Naval do Riachuelo, realizou ação de presença em São Sebastião-SP.

Na primeira quinzena de junho, realizou estação de patrulha no litoral de São Paulo, visitando os portos de Santos e São Sebastião.

Na segunda quinzena de agosto, realizou estação de patrulha no litoral de São Paulo, escalando em Santos.

Na segunda quinzena de outubro, realizou estação de patrulha no litoral de São Paulo, escalando em Santos.

Entre 11 e 21 de novembro, participou da Operação Combinada CHARRUA, do Ministério da Defesa, realizada nos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul envolvendo mais de 10.000 militares da Marinha, do Exercito e da Aeronáutica. Além do Gurupi o componente naval foi formado também pelas F Defensora - F 41, Greenhagh - F 46 e Bosisio - F 48, Cv Frontin - V 33, NDD Rio de Janeiro - G 31, NDCC Mattoso Maia - G 28, NTrT Ary Parreiras - G 21, NT Almirante Gastão Motta - G 23, S Tupi - S 30 e o NPa Guaporé - P 45, além de 13 aeronaves de vários esquadrões da ForAerNav e elementos do CFN. O Exercito participou com cerca de 8.000 homens oriundos de diversas unidades, como a 3ª e 6ª Divisões de Exército; Brigada de Infantaria Pára-quedista; Brigada de Operações Especiais; 11ª e 12ª Brigadas de Infantaria Leve; 3ª e 14ª Brigadas de Infantaria Motorizada; 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada; 1ª Brigada de Artilharia Antiaérea; 6° Grupo de Lançadores Múltiplos de Foguetes; e 1ª Companhia de Guerra Eletrônica, entro outras; e a Aeronáutica com cerca de 1.900 militares, 58 aeronaves dos seguintes tipos F-5EM Tiger II, A-1 AMX, R-99A, KC-137, UH-34 Super Puma, SC-95 Bandeirante, UH-1H, P-95 Bandeirulha, UH-50 Esquilo, AT-26 Xavante, RA-1 AMX, KC-130/C-130 Hércules e A-29 Super Tucano, pertencentes a 19 unidades aéreas.

Até essa ocasião foi o maior exercício combinado da América Latina, em função dos Comandos e efetivos empregados das três forças armadas.

2008

Entre 14 e 27 de janeiro, participou de parte da ASPIRANTEX 08.

Em 27 de janeiro, participou do Desfile Naval, realizado de fronte a orla do Rio de Janeiro, comemorativo ao Bicentenário da Abertura dos Portos às Nações Amigas, junto com as F Niterói - F 40, Defensora - F 41, Liberal - F 43, Independência - F 44, Greenhalgh - F 46 e Rademaker - F 49, NT Almirante Gastão Motta - G 23, RbAM Tridente - R 22, NDCC Mattoso Maia - G 28, NHi Sirius - H 21, NHO Taurus - H 36 e o S Timbira - S 32, além do Navio Tanque "Pirajuí", da PETROBRAS, representando a Marinha Mercante.
2012
Na primeira semana de agosto esteve em estação no litoral de São Paulo visitando o porto de Santos entre os dias 3 e 6.

Em 22 de agosto foi acionado pelo SALVAMAR-SUESTE para participar das buscas ao avião monomotor, modelo PA-46, desaparecido, com duas pessoas a bordo, que saiu do Aeroporto de Jacarepaguá-RJ com destino ao Aeroporto do Campo de Marte, em São Paulo. Realizou buscas na área marítima entre a Barra da Tijuca e Paraty, na Costa Verde, com o apoio de equipes da Agência da Capitania dos Portos em Paraty e das Delegacias das Capitanias dos Portos em Angra dos Reis e Itacuruçá.
Em 7 de setembro participou do Desfile Naval realizado na Orla do Rio de Janeiro em comemoração aos 190º Aniversário da Independência do Brasil da qual participaram o NVe Cisne Branco – U 20, o NDCC Almirante Sabóia – G 25, as F Niterói – F 40, Independência – F 44, União – F 45 e Bosísio - F 48, a Cv Barroso – V 34, o S Tamoio – S 31, o NHo Cruzeiro do Sul – H 38, os NPa Guaporé – P 45, Gurupi – P 47 e Macaé – P 70, o RbAM Almirante Guillobel – R 25, além da Cv ARA Gomez Roca – P 46, da Armada Argentina, e da F ROU Uruguay – ROU 01, da Armada Uruguaia. Também participaram do desfile aeronaves da Força Aeronaval.

Entre 14 e 17 de setembro esteve no porto de Vitória-ES, em escala durante comissão de PATNAV no litoral do Espírito Santo.

Em 28 de outubro suspendeu de Rio Grande para participar da Operação DIPLOMEX 2012 integrando um Grupo-Tarefa formado também pelos NPa Babitonga – P 63 (capitânia), do Grupamento de Patrulha Naval do Sul e Gravataí – P 51, do Grupamento de Patrulha Naval do Leste. O GT estava sob o comando do Capitão-de-Fragata César Augusto Dallacosta Nogueira, Comandante do Grupamento de Patrulha Naval do Sul. Foi visitada a Base Naval de Mar Del Plata, onde os navios foram recebidos pelo Chefe do Estado-Maior do Comando da Área Naval Atlântica, CMG (ARA) Jorge Alberto Amato e pelo Comandante do 1ª Divisão de Patrulha Marítima, CMG (ARA) Cláudio Gustavo Pérez Ortigueira e também a Base Naval de Puerto Belgrano, onde os navios permaneceram até o dia 10 de novembro.

2013

Em 24 de fevereiro chegou ao porto de Santos onde substituiu o NPa Macaé – P 70, que retornou ao Rio de Janeiro, nas operações com a Policia Naval da CPSP no canal do porto e ao largo, tendo inclusive permanecido fundeado próximo ao Canal de acesso ao porto.

Em 19 de agosto suspendeu do cais do GptPNSE com destino Santos onde entre os dias 20 e 23 de agosto participou junto com o Salvamar do Corpo de Bombeiros da PM de São Paulo e unidades da Policia Naval da CPSP das buscas a três pescadores amadores desaparecidos na região desde o dia 17 de agosto.

Datas:
Lançamento: 6 de setembro de 1995
Incorporação: 23 de abril de 1996

Entidade custodiadora

Procedência

Navio-Patrulha Gurupi.

Âmbito e conteúdo

Documentos relacionados ao Navio-Patrulha Gurupi.

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

Condições de acesso

Livre acesso.

Condiçoes de reprodução

Sem restrição de restrição.

Idioma do material

  • português do Brasil

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de descrição

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Identificador(es) alternativos

Pontos de acesso de assunto

Pontos de acesso local

Ponto de acesso nome

Pontos de acesso de gênero

Identificador da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Status

Final

Nível de detalhamento

Parcial

Datas de criação, revisão, eliminação

23/10/2013

Idioma(s)

Sistema(s) de escrita(s)

Fontes

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Pessoas e organizações relacionadas

Gêneros relacionados

Lugares relacionados