Fundo NPAUJA - Navio-Patrulha Guarujá

Código de referência

RJDPHDM NPAUJA

Título

Navio-Patrulha Guarujá

Data(s)

  • 30/11/1999 (Produção)

Nível de descrição

Fundo

Dimensão e suporte

Suporte papel: A4
Suporte digital: .PDF

Nome do produtor

(30/11/1999)

História administrativa

O Navio Patrulha Guarujá - P 49, foi ordenado em 1995 como parte do 5º lote de duas unidades da classe junto ao estaleiro INACE - Industria Naval do Ceará S/A, em Fortaleza. O Guarujá é o segundo navio a ostentar esse nome na Marinha do Brasil, em homenagem a cidade homônima(1) localizada no litoral de São Paulo. Foi construído seguindo o projeto da Vosper-QAF Ltd, de Singapura. O casco 532, teve sua quilha batida em 22 de abril de 1996, pelo Governador do Ceará, Dr. Tasso Jereisatti, foi lançado ao mar em 24 de abril de 1998 e foi incorporado em 30 de novembro de 1999.

O casco Guarujá, assim como do Guanabara, foi construído emborcado e em um único bloco, possibilitando, assim, melhores resultados nas soldagens e carenagem do chapeamento. Foi lançado ao mar emborcado, utilizando-se do elevador de navios do estaleiro, e, a seguir, o seu desemborcamento, com segurança, empregando-se guindastes. Após a manobra, o navio retornou ao elevador de navios e foi transferido, novamente para a oficina, para continuação dos serviços, com ênfase, agora, na instalação das linhas de eixo e dos equipamentos.

Os NPa classe Grajaú tinham a previsão de receber a diretora Radamec 1000N, mas esse projeto foi temporariamente suspenso.

Esta subordinado ao 4º Distrito Naval, e integra o Grupamento Naval do Norte (GrupNNorte), tendo como área de atuação o litoral dos Estados do Pará, Maranhão, Amapá e também os rios da Amazônia, operando a partir da Base Naval de Val-de-Cães em Belém-PA.

2000

Em 30 de novembro, completou 2 anos de serviço, atingindo as marcas de 167.5 dias de mar e 26.916.2 milhas navegadas.

2001

Participou junto com o NPa Bocaina - P 62, da Operação MOBILIZAÇÃO EB/Operação MARAJÓ, realizada na região de Breves e Curralinho-PA. Entre as unidades do Exercito que participaram, estavam elementos do 2º BIS, 4º EsqAvEx, CIGE, BOpEs, 8º DepSup e do TG-08-004.

Participou das Operações CARIBEX 01, DEPORTEX, MARANHENSE e DEMOSTREX.
2002

Em 27 de julho, participou das buscas a lancha "Santa Maria", que desapareceu com 25 passageiros a bordo, na região do município de São João Batista-MA.

Em setembro, realizou um exercício tipo PASSEX com o NPa La Capricieuse - P 684, da Marinha Francesa, que fica baseado na Guiana Francesa.

2006

Em 20 de março, durante operação realizada em apoio ao IBAMA, realizou a maior apreensão de pescado ilegal da historia daquele órgão federal, no Estado do Pará. No total 11 barcos pesqueiros industriais e, aproximadamente, 78 toneladas de pescado foram apreendidos. Os pesqueiros realizavam a chamada "pesca de arrasto" em área proibida, conhecida como "Machadinho"., ao norte da Ilha de Marajó. A operação resultou em multas que somaram cerca de R$ 800 mil, aplicadas pelo IBAMA. Após a pesagem, o pescado foi distribuído a população local.

2007

Em 11 de junho, data alusiva ao 142º Aniversario da Batalha Naval do Riachuelo, realizou ação de presença em Itaqui-MA.

Em meados de dezembro, esteve em São Luis-MA, onde participou das comemorações do Dia do Marinha no dia 13.

2008

A partir de 15 de abril, participou da Operação CARIBEX 2008, junto com os NPa Grajaú - P 40 e Guaíba - P 41, subordinados ao Comando do 3º Distrito Naval, e o NPa Bocaina - P 62 (capitânia), assim como o Guarujá, subordinado ao Comando do 4º Distrito Naval. Os navios realizaram diversos exercícios nas águas jurisdicionais brasileiras e de outros países, e visitaram os portos de Itaqui-MA, Belém-PA, Caiena (Guiana Francesa), Fort-de-France (Martinica), San Juan (Porto Rico) e Bridgetown (Barbados), em 4 de maio. Os navios foram tripulados por 28 oficiais e 131 praças.

Foi agraciado com o Premio de "Navio Socorro do Ano" e "Navio Socorro Distrital" referente ao ano de 2007.

2009

Em 18 de abril, realizou o resgate de um náufrago francês, que havia sido recolhido do mar pelo navio mercante grego M/V Astro Chloe, a cerca de 750 quilômetros ao norte de São Luís-MA.

2012

Participou da Operação TROPICALEX 2012, realizada entre os dias 23 de julho e 4 de agosto, na área marítima entre o Rio de Janeiro e Salvador, por um Grupo-Tarefa composto pelas F Greenhalgh – F 46, Bosisio – F 48, Niterói – F 40 e Independência – F 44, a Cv Barroso – V 34, o NT Almirante Gastão Motta – G 23 e o S Tamoio – S 31. Também apoiaram a operação aeronaves da ForAerNav, a Cv Caboclo – V 19, o NPa Gravataí – P 51 e os NV Albardão – M 20 e Anhatomirim – M 16, do 2º Distrito Naval, RbAM Almirante Guillobel – R 25 do 1º Distrito Naval, além de Lanchas da Capitania dos Portos do Rio de Janeiro e uma aeronave P-3AM Orion da FAB.

Em 23 de julho, durante comissão de Patrulha e Inspeção Naval na região do Rio Tocantins, foi acionado pelo Com4ºDN para participar das buscas e do resgate de um náufrago do Empurrador "Comandante Passos", desaparecido nas proximidades da cidade de São Sebastião da Boa Vista-PA. Na manhã do dia 24 de julho, o corpo do tripulante desaparecido foi encontrado à margem da Ilha Atatá, próximo à foz do Rio Cuíca. Após o resgate, o navio transportou o corpo para a cidade de Abaetetuba-PA, onde foi entregue as autoridades locais.

Entre 17 e 28 de setembro participou da Operação AMAZONIA 2012, realizada em conjunto com o Exército e a Força sob o comando do Ministério da Defesa. A FT ribeirinha foi formada pelos NPaFlu Pedro Teixeira – P 20, Raposo Tavares – P 21, Roraima – P 30, Rondônia – P 31 e Amapá – P 32, os NPa Pampeiro – P 12 e Parati – P 13, os NAsH Osvaldo Cruz – U 18 e Carlos Chagas – U 19, o NPa Guarujá – P 49 do 4º DN e três helicópteros UH-12 Esquilo do Esquadrão HU-3. Os exercícios de patrulha e controle de calhas e hidrovias realizados por esses meios aconteceram no Rio Solimões – de Iranduba até a foz do Rio Purus e no Rio Purus da foz até Paricatuba.

Em 6 de outubro, poucas semanas antes de completar 13 anos de incorporação, o navio atingiu a marca de 1.000 dias de mar.

Datas:
Batimento de Quilha: 22 de abril de 1996
Lançamento: 24 de abril de 1998
Incorporação: 30 de novembro de 1999

Entidade custodiadora

Procedência

Navio-Patrulha Guarujá.

Âmbito e conteúdo

Documentos relacionados ao Navio-Patrulha Guarujá.

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

Condições de acesso

Livre

Condiçoes de reprodução

Sem Restrição

Idioma do material

  • português do Brasil

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de descrição

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Identificador(es) alternativos

Pontos de acesso de assunto

Pontos de acesso local

Ponto de acesso nome

Pontos de acesso de gênero

Identificador da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Status

Final

Nível de detalhamento

Parcial

Datas de criação, revisão, eliminação

23/10/2013

Idioma(s)

Sistema(s) de escrita(s)

Fontes

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Pessoas e organizações relacionadas

Gêneros relacionados

Lugares relacionados