Fundo NPAIBA - Navio-Patrulha Guaíba

Código de referência

RJDPHDM NPAIBA

Título

Navio-Patrulha Guaíba

Data(s)

  • 12/09/1994 (Produção)

Nível de descrição

Fundo

Dimensão e suporte

Suporte papel: A4
Suporte digital: .PDF

Nome do produtor

(12/09/1994)

História administrativa

O Navio Patrulha Guaíba - P 41, foi ordenado em setembro de 1990 como parte do 2º lote de duas unidades da classe. Originalmente seria o P 43, mas com o atraso da construção do 1º lote no Estaleiro Mauá, a ordem foi invertida, passando a ser o segundo da série. O Guaíba é o terceiro navio a ostentar esse nome na Marinha do Brasil, em homenagem a um rio homônimo que deságua na Lagoa do Patos no Rio Grande do Sul. Foi construído pelo AMRJ - Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro, onde teve sua quilha batida em 15 de outubro de 1993, seguindo o projeto original do estaleiro Vosper-QAF Ltd, de Singapura. Foi batizado e lançado ao mar em 10 de dezembro de 1993, tendo como madrinha a Sra. Vera Rosa Fernandes Galvão Antunes, esposa do Almirante Aluísio Galvão Antunes, que foi o primeiro Comandante do antigo CS Guaíba - G 3. Foi submetido a Mostra de Armamento e Incorporado a Armada em 12 de setembro de 1994, em cerimônia realizada no Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro, presidida pelo Chefe do Estado-Maior da Armada, Almirante-de-Esquadra Carlos Eduardo Cezar de Andrade. Naquela ocasião, assumiu o comando o Capitão-Tenente Faud Gatti Kouri.
Os NPa classe Grajaú tinham a previsão de receber a diretora Radamec 1000N, mas esse projeto foi temporariamente suspenso.

Foi subordinado ao 3º Distrito Naval, integrando o Grupamento Naval do Nordeste (GrupNNE), tendo como área de atuação o litoral dos Estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraíba e Ceará, operando a partir de Natal-RN.

1996

Em seu primeiro ano de operação o Guaíba foi o navio na área do 3º Distrito Naval que informou o maior numero de contatos com navios mercantes, o que lhe valeu o Premio "Contato-CNTM/3º Distrito Naval", relativo ao ano de 1995, que foi recebido em cerimônia presidida pelo Comandante do 3ª Distrito Naval.

1997

Em 7 de junho, ao pôr-do-sol, em Natal, como parte das Comemorações dos 132º Aniversário da Batalha Naval do Riachuelo, os NPa Grajaú - P 40, Guaíba - P 41 e Goiana - P 43, realizaram demonstração de exercício de tiro antiaéreo com seus canhões automáticos utilizando munição traçante sobre foguete iluminativo.

2001

Em 12 de setembro, completou 7 anos de serviço, atingindo as marcas de 415 dias de mar e 69.576.5 milhas navegadas.
2006

Em 24 de fevereiro, foi submetido a VSA pela SIPAA-ForSup (Seção de Investigação de Prevenção de Acidentes do Comando da Força de Superfície).

2007

Em 11 de junho, data alusiva ao 142º Aniversario da Batalha Naval do Riachuelo, realizou ação de presença em Maceió-AL.

Em 16 de dezembro, participou da Operação ANGICOS. Esta operação, consistiu do lançamento de um foguete VS-30 realizado no Centro de Lançamento da Barreira do Inferno, situado na cidade de Parnamirim-RN, levando uma carga-útil tecnológica argentina e um GPS (sistema de posicionamento global) experimental da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, em operação conjunta da Agência Espacial Brasileira e da Comissão Nacional de Atividades Espaciais da Argentina. O vôo do VS-30, durou cerca de 9 minutos e meio e até o impacto no mar, a 122 quilômetros de distância do CLBI, tendo atingido 121 quilômetros de altitude. Foi localizado por uma aeronave Patrulha P-95, do 3º/7º GAv, sediado em Belém, e resgatado por helicópteros UH-60L Black Hawk do 7º/8º GAv, de Manaus, com mergulhadores do Instituto de Aeronáutica e Espaço especializados em busca e salvamento.

O Guaíba, atuou como meio alternativo para a localização e resgate da carga-útil,
além de garantir a ausência de embarcações na área prevista para a queda da carga-útil.

2008

Em 25 de março, durante uma faina de desencalhe no cais da Base Naval de Natal, nas proximidades do Passo da Pátria, no Rio Potengi, o casco arrastou em um banco de areia, ocasionando o seu encalhe. O Guaíba ficou encalhado das 09:30hs até as 17:30hs, quando a movimentação de cargas da embarcação facilitou a saída do banco de areia, durante a preamar.

A partir de 15 de abril, participou da Operação CARIBEX 2008, junto com os NPa Guarujá - P 49 e Bocaina - P 62 (capitânia), subordinados ao Comando do 4º Distrito Naval, e o NPa Grajaú - P 40, assim como o Guaíba, subordinado ao Comando do 3º Distrito Naval. Os navios realizaram diversos exercícios nas águas jurisdicionais brasileiras e de outros países, e visitaram os portos de Itaqui-MA, Belém-PA, Caiena (Guiana Francesa), Fort-de-France (Martinica), San Juan (Porto Rico) e Bridgetown (Barbados), em 4 de maio. Os navios foram tripulados por 28 oficiais e 131 praças.

Em junho participou, junto com a Cv Inhaúma - V 30 e o NPa Grajaú - P 40, da reativação da Estação Científica do Arquipélago de São Pedro e São Paulo (ASPSP), depois de realizadas reformas para aumentar a segurança e o conforto.

2009

Em junho participou das buscas aos destroços do vôo AF 447 da Air France, desaparecido no Atlântico Sul, na noite de 31 de maio a cerca de 450 milhas a noroeste de Natal-RN.
2010

Em 18 de maio, participou de uma Parada Naval realizada em frente a Praia do Forte, em homenagem a chegada do AvPq Aspirante Moura - U 14 ao Brasil, da qual também participaram os NPa Graúna e Goiana, o RbAM Triunfo e o AviPa Barracuda.
2011

Entre 16 e 25 de Janeiro o Navio realizou Patrulha Naval abrangendo a área do arquipélago de São Pedro e São Paulo, incluindo Fernando de Noronha.

Ainda no mês de janeiro junto com o NPa Goiana – P 43, prestou apoio e operou com o GT sob o comando do CA César Sidonio Daiha Moreira de Souza que realizava a Operação ASPIRANTEX-10, na área marítima compreendida entre o Rio de Janeiro-RJ e Natal-RN, entre os dias 12 e 30 de janeiro, quando estava na região do 3º DN. O GT era formado pelas F Niterói – F 40, Constituição – F 42 e Independência – F 44, pelo NDCC Almirante Sabóia – G 25, pelo NT Almirante Gastão Motta – G 23 e pelos S. Tupi – S 30 e Tikuna – S 34 e nesses navios seguiam embarcados 116 Aspirantes da Escola Naval e 199 alunos e alunas da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante, do Centro de Instrução Almirante Graça Aranha, os quais tiveram seu primeiro contato com o mar a bordo dos navios da Esquadra.

De 10 a 18 de Fevereiro foi realizada Inspeção Naval seguida de Patrulha Naval no litoral do Rio Grande do Norte e costa do Ceará.

Entre 4 e 9 de março tomou parte na operação de segurança, ao largo da Base de Lançamento de Barreira do Inferno-RN, onde descansava a Presidente Sra. Dilma Roussef.

O navio suspendeu no dia 10 de Março a fim de realizar Inspeção Naval em apoio à operação verão, em conjunto com as capitanias dos Portos de Alagoas e de João Pessoa, retornando a Natal no dia 22.

Do dia 6 a 12 de Abril o navio foi designado para conduzir Patrulha Naval na área do Arquipélago de São Pedro e São Paulo e prestar apoio à Secretaria da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar (SECIRM) em proveito da Estação Científica do Arquipélago de São Pedro e São Paulo (ECASPSP), efetuando o desembarque de pessoal e material no arquipélago.

Em 26 de Abril suspendeu da Base Naval de Natal, para realizar Patrulha Naval até a Zona Econômica Exclusiva (ZEE) do Arquipélago de São Pedro e São Paulo. No dia 28 de abril o Navio chegou ao ponto de encontro (LAT 03º 03’N / LONG 030º 33’W) com o Navio “ILE DE SEIN”, responsável pelas operações de buscas na área do sinistro do vôo AF 447, a 610 milhas de Natal. Nesta ocasião, desembarcou o CT TIAGO NICOLAY FREITAS, designado Oficial Observador da Marinha do Brasil.

Entre 11 e 12 de junho participou das atividades ligadas as comemorações da Batalha Naval do Riachuelo, em Natal.

2012

Participou da Operação ADESTREX-NE/II conduzida pelo Grupamento de Patrulha Naval do Nordeste e pelo Comando do 3º Distrito Naval na área marítima entre Natal-RN e Cabedelo-PB, entre os dia 10 e 16 de abril. O Grupo-Tarefa, formado pelo RbAM Triunfo - R 23 e pelos NPa Grajaú - P 40, Guaíba - P 41, Graúna - P 42 e Goiana - P 43, realizou exercícios relacionados diretamente às tarefas atribuídas às forças navais distritais, tais como: suspender em postos de combate sob ameaças assimétricas; transferência de óleo no mar; tiro de superfície; reboque; avarias operacionais; navegação em baixa visibilidade e em canal varrido; fundeio de precisão e manobras táticas.

Realizou, ainda, junto com o NPa Grajaú, ações de Inspeção Naval em proveito da Capitania dos Portos da Paraíba, que resultou em cinco embarcações notificadas.

Prestou apoio a Operação VENBRAS 2012 realizada entre os dias 3 e 13 de agosto, na área marítima compreendida entre o Ceará e o Arquipélago de Fernando de Noronha, por um GT brasileiro composto pela F Niterói – F 40 e o NT Almirante Gastão Motta – G 23 e um GT venezuelano composto pelos NPaOc ARBV Warao – PC 22 e ARBV Kariña – PC 24. Também participaram lanchas da Capitania dos Portos do Ceara e uma aeronave de patrulha P3AM Orion da FAB.

Participou entre os dias 20 e 23 novembro da Operação ADESTREX NE-IV, realizada na área marítima entre o Rio Grande do Norte e Ceará, pelo Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Nordeste, integrando um Grupo-Tarefa junto com o RbAM Triunfo – R 23 e os NPa Grajaú – P 40 e Goiana – P 43.

Entre 14 e 17 de dezembro esteve no Porto do Mucuripe (Fortaleza), aonde participou das atividades alusivas ao Dia do Marinheiro e a Semana da Marinha.

Entidade custodiadora

Procedência

Âmbito e conteúdo

Documentos relacionados ao Navio-Patrulha Guaíba.

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

Condições de acesso

Livre acesso.

Condiçoes de reprodução

Sem restrição de reprodução.

Idioma do material

  • português do Brasil

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de descrição

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Identificador(es) alternativos

Pontos de acesso de assunto

Pontos de acesso local

Ponto de acesso nome

Pontos de acesso de gênero

Identificador da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Status

Final

Nível de detalhamento

Parcial

Datas de criação, revisão, eliminação

23/10/2013

Idioma(s)

Sistema(s) de escrita(s)

Fontes

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Pessoas e organizações relacionadas

Gêneros relacionados

Lugares relacionados