Fundo NPAGOI - Navio-Patrulha Goiana

Código de referência

RJDPHDM NPAGOI

Título

Navio-Patrulha Goiana

Data(s)

  • 26/02/1997 (Produção)

Nível de descrição

Fundo

Dimensão e suporte

Suporte papel: A4
Suporte digital: .PDF

Nome do produtor

(26/02/1997)

História administrativa

O Navio Patrulha Goiana - P 43 foi ordenado em 1987 como parte do 1º lote de duas unidades da classe, junto ao estaleiro Caneco, sendo logo em seguida o contrato cancelado e transferido para o estaleiro Mauá, que iniciou as obras em 1988. O Goiana originalmente seria o P 41, mas com o atraso das obras nesse lote, teve sua construção transferida e concluída no AMRJ - Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro, dessa forma, a ordem foi invertida e passou a ser o P 43. É o terceiro navio a ostentar esse nome na Marinha do Brasil, em homenagem ao rio e a cidade homônimas no Estado de Pernambuco. Foi construído seguindo o projeto do estaleiro Vosper-QAF Ltd, de Singapura. Foi lançado ao mar em 26 de janeiro de 1994, e incorporado em 26 de fevereiro de 1997. Naquela ocasião assumiu o comando o Capitão-Tenente Alexandre Calmon de Britto Campos Reis.

1997

Em 13 de maio, chegou a Natal-RN, atracando na Base Naval de Natal, onde foi realizada a cerimônia de Transferência de Subordinação do navio para o Grupamento Naval do Nordeste (GrupNNE), presidida pelo Comandante do 3º Distrito Naval, passando a ter como área de atuação o litoral dos Estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraíba e Ceará. O Goiana, foi o quarto navio de sua classe a compor o Grupamento, junto com os NPa Grajaú, Guaíba e Graúna.

Em 7 de junho, ao pôr-do-sol, em Natal, como parte das Comemorações dos 132º Aniversário da Batalha Naval do Riachuelo, os NPa Grajaú - P 40, Guaíba - P 41 e Goiana - P 43, realizaram demonstração de exercício de tiro antiaéreo com seus canhões áticos utilizando munição traçante sobre foguete iluminativo.

1998

Em 1º de junho, acompanhado do RbAM Alte. Guilhem - R 24, o salvamento de três mergulhadores profissionais em águas próximas ao Arquipélago de Fernando de Noronha. Essa operação se iniciou no final da tarde de 31 de maio, quando o Serviço de Busca e Salvamento Marítimo do Nordeste – SALVAMAR NORDESTE, recebeu o comunicado do desaparecimento dos mergulhadores. Prestaram apoio ao resgate o NOc Antares - H 40 e uma aeronave P-95 acionada pelo SALVAERO RECIFE da FAB.

2000

Em dezembro, acompanhado pelo NPa Graúna - P 42, participou da comissão ENDURANCE-NE II/00, navegando em patrulha por cerca 3.000 milhas em 20 dias ininterruptos na área de jurisdição do 3º DN, incluindo o Atol das Rocas, e os Arquipélagos de Fernando de Noronha e de São Pedro e São Paulo. Nessa comissão receberam apoio logístico móvel do RbAM Almirante Guilhem - R 24.

2002

Entre 18 e 22 de março, participou da Operação DEPORTEX-NE 02, realizada no porto de Macuripe, em Fortaleza-CE. Também participaram desse exercício os NPas Grajaú e Graúna, o RAM Trindade, uma companhia do Grupamento de Fuzileiros Navais de Natal-RN, um helicóptero UH-12 Esquilo da Marinha, seção de Mergulhadores de Combate (MEC's) e uma aeronave P-95 Bandeirulha do 3º Esquadrão do 7º Grupo de Aviação da FAB, sediado em Belém-PA.

2003

Entre 19 e 31 de maio, participou da Operação TROPICALEX 03, junto com o NPa Graúna - P 42, em apoio a FT-705, que era comandada pelo ComenCh, VA Miguel Ângelo Davena, realizada entre o Rio de Janeiro e Salvador. A FT-705 era composta também pelo NAe São Paulo - A 12 (capitânia), NDCC Matoso Maia - G 28, pelas F Dodsworth - F 47, Bosísio - F 48, Rademaker - F 49, União - F 45 e Defensora - F 41, pelos CT Pará - D 27 e Pernambuco – D 30, pelo S Tupi - S 30, e pelos NT Marajó - G 27 e Almirante Gastão Motta – G 29. Participaram como unidades isoladas os S Tupí - S 30, Timbira - S 32 e Tapajó - S 33, além de aeronaves dos EsqdHA-1, EsqdHI-1, EsqdHS-1, EsqdHU-1, EsqdHU-2 e EsqdVF-1.

2006

Em 22 de fevereiro, foi submetido a VSA pela SIPAA-ForSup (Seção de Investigação de Prevenção de Acidentes do Comando da Força de Superfície).

Participou da Operação TROPICALEX-I/06, realizada no período de 1º de maio a 1º de junho ao longo do litoral das regiões Nordeste e Sudeste, integrando o Grupo-Tarefa 705.1 composto pelas F Bosisio - F 48, Greenhalgh - F 46, Rademaker - F 49, Niterói - F 40 e Independência - F 44; Cv Jaceguai - V 31 e Frontin - V 33; CT Pará - D 27; NT Marajó - G 27 e Almirante Gastão Motta - G 23; NDD Rio de Janeiro - G 31; NDCC Mattoso Maia - G 28 e os S Tamoio - S 31 e Tapajó - S 33. A operação contou com o apoio do NSS Felinto Perry - K 11 e com a participação dos seguintes navios distritais, além do Goiana: RbAM Tridente - R 22 e NPa Gurupi - P 47 do 1º DN; Cv Caboclo - V 19, NPa Guaratuba - P 50 e Gravataí - P 51 e NV Atalaia - M 17, Araçatuba - M 18, Abrolhos - M 19 e Albardão - M 20, do 2º DN e o RbAM Trindade - R 26 e os NPa Grajaú - P 40 e Graúna - P 42 do 3º DN. Também participaram aeronaves da ForAerNav e da FAB.

2007

Em 11 de junho, data alusiva ao 142º Aniversario da Batalha Naval do Riachuelo, realizou ação de presença em Natal-RN.

Na segunda quinzena de setembro, participou da Operação DEPORTEX-NE 07, que consistiu na defesa do porto de Cabedelo-PB, contra uma hipotética ocupação por forças inimigas. Além do Goiana, a defesa do porto contou com elementos do Grupamento de Fuzileiros Navais de Natal, embarcações de patrulha da Policia Naval da Capitania dos Portos da Paraíba e o apoio de uma aeronave P-95B do 1º/7º GAv Esquadrão Orungan da FAB. As forças adversárias foram formadas por elementos do Grupamento de Fuzileiros Navais de Salvador e o Grupamento de Mergulhadores de Combate, através dp GERR (Grupo Especial de Retomada e Resgate). Participaram, ainda, do exercício o Exército Brasileiro, Comando da Polícia Militar do Estado da Paraíba, Comando do Corpo de Bombeiros Militares e Polícia Civil do Estado da Paraíba, além de integrantes das Polícias Federal e Rodoviária Federal, Superintendência da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), Receita Federal e Guarda Civil Municipal de Cabedelo.

2008

Em 9 de setembro, em cerimônia realizada no Cais da Base Naval de Natal, recebeu o prêmio de “Navio de Socorro Distrital” referente ao ano de 2007. A cerimônia foi presidida pelo Comandante do 3º Distrito Naval, Vice-Almirante Edison Lawrence Mariath Dantas. Na ocasião também foi realizada a cerimônia em comemoração ao 41º Aniversário de criação do Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Nordeste.

2009

Em junho, participou das buscas à aeronave comercial “AIRBUS 330-200 AIR FRANCE”, vôo nº 447, que partiu do Rio de Janeiro, em 31 de maio de 2009, com destino a Paris, e caiu no mar com 216 passageiros e 12 tripulantes a bordo.

2010

Em 18 de maio, participou de uma Parada Naval realizada em frente a Praia do Forte, em homenagem a chegada do AvPq Aspirante Moura - U 14 ao Brasil, da qual também participaram os NPa Guaíba e Graúna, o RbAM Triunfo e o AviPa Barracuda.
Em 2 de agosto, entrou em PMG (Período de Manutenção Geral) no qual foram realizados reparos em todos os sistemas do Navio (sistemas de propulsão, de governo, comunicações, tiro, entre outros).

2011

Em janeiro junto com o NPa Guaíba – P 41, prestou apoio e operou com o GT sob o comando do CA César Sidonio Daiha Moreira de Souza que realizava a Operação ASPIRANTEX-10, na área marítima compreendida entre o Rio de Janeiro-RJ e Natal-RN, entre os dias 12 e 30 de janeiro, quando estava na região do 3º DN. O GT era formado pelas F Niterói – F 40, Constituição – F 42 e Independência – F 44, pelo NDCC Almirante Sabóia – G 25, pelo NT Almirante Gastão Motta – G 23 e pelos S. Tupi – S 30 e Tikuna – S 34 e nesses navios seguiam embarcados 116 Aspirantes da Escola Naval e 199 alunos e alunas da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante, do Centro de Instrução Almirante Graça Aranha, os quais tiveram seu primeiro contato com o mar a bordo dos navios da Esquadra.

No dia 12 de julho encerrou seu Período de Manutenção Geral (PMG), onde foram realizados vários serviços, como a revisão geral do sistema de propulsão e de geração de energia, a revisão do armamento fixo, em especial o recondicionamento completo do canhão de 40mm, e a implementação de significativas obras, visando incrementar o nível de conforto e de bem estar da tripulação. Depois de uma fase de adestramento da tripulação o navio voltou à fase operativa, e a operar com o Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Nordeste em missões de patrulhamento na área de jurisdição do Comando do 3º Distrito Naval.

Em 9 dezembro suspendeu da Base Naval de Natal em operação de Busca e Salvamento para rebocar o Veleiro “Afrodita” e resgatar os seus três tripulantes. A embarcação havia sofrido uma avaria em um de seus mastros e no motor, ficando à deriva a cerca de 80 milhas náuticas ao norte do Arquipélago de Fernando de Noronha.

O veleiro foi localizado no dia 10, por volta do meio-dia, e seus tripulantes se encontravam em bom estado de saúde. Após a passagem do dispositivo de reboque, a embarcação foi conduzida pelo Goiana para a Baía de Santo Antônio, principal fundeadouro de Fernando de Noronha. No local, uma equipe de Inspeção Naval da Capitania dos Portos de Pernambuco realizou os reparos necessários.

2012

Participou da Operação ADESTREX-NE/II conduzida pelo Grupamento de Patrulha Naval do Nordeste e pelo Comando do 3º Distrito Naval na área marítima entre Natal-RN e Cabedelo-PB, entre os dia 10 e 16 de abril. O Grupo-Tarefa, formado pelo RbAM Triunfo - R 23 e pelos NPa Grajaú - P 40, Guaíba - P 41, Graúna - P 42 e Goiana - P 43, realizou exercícios relacionados diretamente às tarefas atribuídas às forças navais distritais, tais como: suspender em postos de combate sob ameaças assimétricas; transferência de óleo no mar; tiro de superfície; reboque; avarias operacionais; navegação em baixa visibilidade e em canal varrido; fundeio de precisão e manobras táticas.

Em junho prestou apoio às operações de segurança da convenção RIO+20 da ONU, realizada no Rio de Janeiro.

No dia 12 de julho em cerimônia presidida pelo Chefe de Operações Navais e Diretor-Geral de Navegação, AE Gilberto Max Roffé Hirschfeld , recebeu o Prêmio "Contato-CNTM/ Distrital-3º DN", relativo ao período maio de 2011-abril 2012.

Entre 21 e 27 de julho realizou Patrulha Naval na área localizada entre os Arquipélagos de Fernando de Noronha e São Pedro e São Paulo. A Força Aérea Brasileira (FAB) apoiou o exercício com uma aeronave P-3C e dois observadores embarcaram no navio e puderam acompanhar treinamentos de Busca e Salvamento; lançamento de bote e sonoboias; e PDATAR (Posto Diretor Aerotático no Ar), que indicou as posições às aeronaves no ataque simulado ao Goiana. Houve, também, envolvimento do SALVAERO Natal, a fim de propiciar realismo às ações.

Em 14 de agosto iniciou sua participação nas buscas ao B/P "Jéferson I" desaparecido desde a madrugada de domingo, 12 de agosto, a cerca de 200 km ao largo de Natal, com seis tripulantes a bordo.

Participou entre os dias 20 e 23 novembro da Operação ADESTREX NE-IV, realizada na área marítima entre o Rio Grande do Norte e Ceará, pelo Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Nordeste, integrando um Grupo-Tarefa junto com o RbAM Triunfo – R 23 e os NPa Grajaú – P 40 e Guaíba – P 41.

2013

Em março e abril participou da Operação CARIBEX com o RbAM Triunfo – R 23, entre outros navios. Visitou o porto de Mucuripe, em Fortaleza-CE entre os dias 23 e 24 de março.

Entidade custodiadora

Procedência

Navio-Patrulha Goiana.

Âmbito e conteúdo

Documentos relacionados ao Navio-Patrulha Goiana.

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

Condições de acesso

Livre acesso.

Condiçoes de reprodução

Sem restrição de reprodução.

Idioma do material

  • português do Brasil

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de descrição

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Identificador(es) alternativos

Pontos de acesso de assunto

Pontos de acesso local

Ponto de acesso nome

Pontos de acesso de gênero

Identificador da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Status

Final

Nível de detalhamento

Parcial

Datas de criação, revisão, eliminação

23/10/2013

Idioma(s)

Sistema(s) de escrita(s)

Fontes

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Pessoas e organizações relacionadas

Gêneros relacionados

Lugares relacionados