Fundo GRFBEL - Grupamento de Fuzileiros Navais de Belém

Código de referência

RJDPHDM GRFBEL

Título

Grupamento de Fuzileiros Navais de Belém

Data(s)

  • 13/10/1932 (Produção)

Nível de descrição

Fundo

Dimensão e suporte

Suporte papel: A4
Suporte digital: .PDF

Nome do produtor

(13/10/1932)

História administrativa

O Grupamento de Fuzileiros Navais de Belém originou-se da reorganização da Segunda Companhia Regional de Fuzileiros Navais, a qual foi criada em 13 de outubro de 1932, através do Decreto-Lei nº 21.957 assinado pelo Excelentíssimo Sr. Getúlio Vargas, Presidente da República, sendo o Ministro da Marinha o Almirante Protógenes Ferreira Guimarães e o Comandante do Corpo de Fuzileiros Navais, o Capitão-de-Mar-e-Guerra (FN) Milcíades Portela Alves. A Segunda Companhia, então subordinada à Flotilha do Amazonas, instalou-se, inicialmente, em alguns compartimentos do prédio do Serviço de Saúde e do Serviço de Fazenda do então Arsenal de Marinha do Pará.Sua lotação inicial não previa oficiais. Inicialmente, essa companhia situava-se na guarnição do quartel-general do CFN, na Ilha das Cobras, na cidade do Rio de Janeiro. O destacamento precursor dessa companhia chegou à cidade de Belém do Pará em 2 de fevereiro de 1933. Passado 10 anos de atividade mudou-se para as dependências da antiga Escola de Aprendizes Marinheiros do Pará. Em 1949, transferiu-se para Base Naval de Val-de-Cães e em 1956, mudava mais uma vez de endereço e se instalou na Hospedaria dos Imigrantes, no bairro Tapanã. Em 1963, retornou para o antigo Arsenal de Marinha, tendo passado a denominar-se Grupamento de Fuzileiros Navais de Belém. No ano de 1965, com o desmembramento de um terreno pertencente à Base Naval de Val-de-Cães, o sonho de mudança para sede própria, foi aquecido na mente e no coração dos aguerridos combatentes anfíbios. Essas instalações foram denominadas Campo de Adestramento da Marambaia, ou simplesmente CAM, acolheu ainda por um longo tempo uma Escola de Formação de Soldados Fuzileiros Navais e uma Companhia de Fuzileiros Navais. Neste mesmo ano, esta Unidade iniciou a construção de instalações adicionais destinadas ao adestramento e à preparação da tropa em ambiente exclusivo de selva, em ampla área ambiental e que representa um teatro de operações perfeito para instrução, adestramento e pronto emprego da tropa em missão de defesa da Amazônia. Em 16 de outubro de 2007, o que todos almejavam, transformou-se em realidade. Com a presença do Exm° Sr. Almirante-de-Esquadra CARLOS AUGUSTO V. SARAIVA RIBEIRO, Comandante de Operações Navais, do Exm° Sr. Almirante-de-Esquadra (FN) ALVARO AUGUSTO DIAS MONTEIRO, Comandante-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais e do Exm° Sr. Vice-Almirante NEWTON CARDOSO, foi descerrada a placa de inauguração da sede própria do Grupamento de Fuzileiros Navais de Belém, concretizando o sonho dos nossos predecessores; realidade conquistada aos poucos, impulsionada pela determinação, coesão e espírito de corpo, virtudes peculiar aos Fuzileiros Navais. O GptFNBe fica localizado na Rua da Marinha, S/N, Marambaia, rodeado por uma reserva florestal, com salas arejadas e confortáveis, perfeita infra-estrutura, equipado com móveis e máquinas de última geração e de militares capacitados para desempenhar as diversas funções. Os combatentes anfíbios jamais hesitam no cumprimento da missão da Marinha do Brasil na área do 4° Distrito Naval, exercendo suas tarefas com empenho, criatividade, profissionalismo; realizando operações navais e terrestres de caráter naval, operações ribeirinhas, operações de defesa de portos, bases, instalações navais e operações de segurança interna, a fim de manter o aprestamento dos meios e a prontidão operativa necessária para cumprir com eficiência, eficácia e efetividade todas as tarefas atribuídas ao Grupamento de Fuzileiros Navais de Belém.
Rua Do Aarsenal, 100 - Cidae Velha - Belém - PA - Brasil - CEP 66020-000
Telefone:3323-4701

Entidade custodiadora

Procedência

Grupamento de Fuzileiros Navais de Belém.

Âmbito e conteúdo

Documentos Relacionados ao Grupamento de Fuzileiros Navais de Belém.

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

Condições de acesso

Livre acesso.

Condiçoes de reprodução

Sem restrição de reprodução.

Idioma do material

  • português do Brasil

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de descrição

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Identificador(es) alternativos

Pontos de acesso de assunto

Pontos de acesso local

Ponto de acesso nome

Pontos de acesso de gênero

Identificador da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Status

Final

Nível de detalhamento

Parcial

Datas de criação, revisão, eliminação

22/11/2013

Idioma(s)

Sistema(s) de escrita(s)

Fontes

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Pessoas e organizações relacionadas

Gêneros relacionados

Lugares relacionados