Fundo TRPREF - Comando da Tropa de Reforço

Código de referência

RJDPHDM TRPREF

Título

Comando da Tropa de Reforço

Data(s)

  • 01/01/1957 (Produção)

Nível de descrição

Fundo

Dimensão e suporte

Dimensões variadas
Suportes: papel, microfilme, filme, fita e digital

Nome do produtor

(01/01/1957)

História administrativa

A Tropa de Reforço (TrRef) foi criada em 1957, mas só foi ativada em 1963, no Campo da Ilha do Governador, tendo como primeiro Comandante o Capitão-de-Mar-e-Guerra (FN) LINALDO DA SILVA BARROS. Ao ser ativada, era constituída pelas Companhias de Comando e Serviços e de Reconhecimento e pela Bateria de Canhões Automáticos Antiaéreos.

Em 1971, comandado por Contra-Almirante, o Comando de Reforço, sua nova designação, foi transferido para o município de São Gonçalo, atual sede, ocupando as instalações do então Destacamento Especial da Ilha das Flores, origem do Batalhão Paissandu. Naquela oportunidade era constituído pelas seguintes Unidades: Batalhão de Comando do Comando de Reforço, formado pelas três Unidades anteriormente citadas; Batalhão de Engenharia; Batalhão de Manutenção e Abastecimento; Batalhão de Transporte Motorizado; e Batalhão de Operações Especiais (Batalhão Tonelero).

Em 22 de abril de 1981, o Comando de Reforço passou a chamar-se novamente Tropa de Reforço, mantendo a mesma estrutura anterior, que seria alterada em 1985, quando o Batalhão de Transporte Motorizado foi transformado no Batalhão de Viaturas Anfíbias, tendo em vista o recebimento dos carros lagarta anfíbios (CLAnf), e em 1995, quando o Batalhão Tonelero passou à subordinação da Força de Fuzileiros da Esquadra.

As modificações ocorridas não se limitaram à sua denominação. O recebimento de novos meios e a natural evolução doutrinária do CFN causaram alterações na organização e na missão das Unidades subordinadas.

Entidade custodiadora

Procedência

Comando da Tropa de Reforço.

Âmbito e conteúdo

Documentos relacionados ao Comando da Tropa de Reforço.

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

Condições de acesso

Livre acesso.

Condiçoes de reprodução

Sem restrição de reprodução.

Idioma do material

  • português do Brasil

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de descrição

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Identificador(es) alternativos

Pontos de acesso de assunto

Pontos de acesso local

Ponto de acesso nome

Pontos de acesso de gênero

Identificador da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Status

Final

Nível de detalhamento

Parcial

Datas de criação, revisão, eliminação

13/11/2013

Idioma(s)

Sistema(s) de escrita(s)

Fontes

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Pessoas e organizações relacionadas

Gêneros relacionados

Lugares relacionados