Comando da Força de Fuzileiros da Esquadra

Área de identificação

tipo de entidade

Entidade coletiva

Forma autorizada do nome

Comando da Força de Fuzileiros da Esquadra

Forma(s) paralela(s) de nome

  • COMFFE

Formas normalizadas do nome de acordo com outras regras

  • FUZESQ

Outra(s) forma(s) do nome

  • 95000

identificadores para entidades coletivas

área de descrição

datas de existência

06/02/1957

história

A nossa Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE) tem suas origens na decisão, da alta administração naval, adotada após a II Guerra Mundial, no sentido de construir uma Força moderna, com capacidade anfíbia e destinada a atender as necessidades previsíveis de aplicação do Poder Naval brasileiro.
Em conseqüência desta decisão, resultaram três iniciativas fundamentais para que a nossa Marinha dispusesse de Forças especialmente aprestadas para a realização de Operações Anfíbias.
A primeira foi a aprovação do Regulamento para o Corpo de Fuzileiros Navais, em 1950, que previa a existência de uma FFE, no seu Artigo 21.
Surge então a segunda iniciativa, com o envio de oficiais para cursos, estágios e visitas nas organizações de Fuzileiros Navais estrangeiras, particularmente nos Fuzileiros Navais norte-americanos.
Somente sete anos após a previsão da existência da FFE, pelo Regulamento de 1950, concretizaram-se condições mínimas para sua criação e ativação.

Locais

Rio de Janeiro

status legal

funções, ocupações e atividades

Desenvolver operações terrestres de caráter naval, a fim de contribuir para aplicação do Poder Naval brasileiro.

Mandatos/Fontes de autoridade

Estruturas internas/genealogia

contexto geral

Pela necessidade de uma Força de combate anfíbia após a II Grande Guerra, criou-se a FFE.

Área de relacionamento

Área de ponto de acesso

Ocupações

Área de controle

Identificador do registro de autoridade

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Status

Final

Nível de detalhamento

Parcial

Datas de criação, revisão e eliminação

02/09/2013 - Estagiário Gustavo Nascimento Rocha Dias

Idioma(s)

Sistema(s) de escrita(s)

Notas de manutenção

  • Área de Transferência

  • Exportar

  • EAC