Capitania dos Portos do Ceará

Área de identificação

tipo de entidade

Entidade coletiva

Forma autorizada do nome

Capitania dos Portos do Ceará

Forma(s) paralela(s) de nome

  • CPCE

Formas normalizadas do nome de acordo com outras regras

  • CPFTZA

Outra(s) forma(s) do nome

  • 83320

identificadores para entidades coletivas

área de descrição

datas de existência

11/07/1857

história

A Capitania dos Portos, foi criada pelo Decreto nº 1.944, de 11 de julho de 1857. Suas atividades tiveram início num prédio localizado entre as Avenidas Pessoa Anta e Alberto Nepomuceno.onde permaneceu até os idos de 1900.

Do ano de 1900 até 1923, funcionou num prédio localizado à Rua Dr. José Avelino. Era uma edificação simples, com três portas na frente e um sótão, na qual residia o Capitão dos Portos, e aí funcionou até o final de 1925.

Em 1926, saiu a Capitania dos Portos da Rua Dr. José Avelino para um prédio na Avenida Alberto Nepomuceno, onde passou a funcionar num compartimento formado por amplo salão.

A partir de 1927, mudou-se para outro prédio na mesma Avenida Alberto Nepomuceno nº 297, e aí permaneceu até a conclusão da sede da Rua Dragão do Mar, 160, cuja construção iniciou-se em 09 de janeiro de 1956 e ficou concluída em junho de 1958.

No dia 09 de fevereiro de 1998, a CPCE foi elevada a Capitania de 1ª Classe. Em setembro de 2007, foram iniciadas as obras de construção da nova sede da CPCE, no Tombo onde funcionava o Departamento de Segurança do Tráfego Aquaviário (DSTA), situado em Mucuripe.

No dia 14 de janeiro de 2010 é inaugurada a nova sede e a CPCE na Avenida Vicente de Castro nº 4917 – Mucuripe.

Locais

Ceará

status legal

funções, ocupações e atividades

Subordinada ao Comando do Terceiro Distrito Naval, a Capitania dos Portos do Ceará (CPCE) é responsável, no Ceará, pela segurança do tráfego aquaviário, pela salvaguarda da vida humana nas águas e pela prevenção da poluição hídrica. Presta apoio à navegação e contribui para a orientação, coordenação e controle das atividades relativas à Marinha Mercante e organizações correlatas no Ceará. É responsável, também, pela fiscalização dos serviços de praticagem, realização de inspeções navais e vistorias, auxílio ao Serviço de Salvamento Marítimo, realização dos cursos do Ensino Profissional Marítimo e manutenção dos faróis do litoral cearense. Ela atua como elemento catalisador do relacionamento entre os componentes da orla marítima nesse extenso litoral e águas interiores cearenses.

Mandatos/Fontes de autoridade

Estruturas internas/genealogia

contexto geral

Área de relacionamento

Área de ponto de acesso

Ocupações

Área de controle

Identificador do registro de autoridade

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Status

Final

Nível de detalhamento

Parcial

Datas de criação, revisão e eliminação

04/09/2013 Karolina de Lucena (Estagiária)

Sem informações sobre o contexto geral.

Idioma(s)

Sistema(s) de escrita(s)

Notas de manutenção

  • Área de Transferência

  • Exportar

  • EAC