Item DIST - Distintivo do Batalhão Logístico de Fuzileiros Navais

Abrir original objeto digital

Código de referência

RJDPHDM BTLLOG-DE-HE-DIST

Título

Distintivo do Batalhão Logístico de Fuzileiros Navais

Data(s)

  • 23/02/1995 (Produção)

Nível de descrição

Item

Dimensão e suporte

Arquivo PDF.
2 páginas.

Nome do produtor

(23/02/1995)

História administrativa

Tendo sua origem nas instalações do Comando e Serviços da FFE, foi sua área ocupada em 20 de novembro de 1963 pelo Batalhão de Transportes Motorizado do Núcleo da 1ª Divisão de Fuzileiros Navais. Em fevereiro de 1965 foi ativado e instalado o Comando de Serviços da Força de Fuzileiros da Esquadra, tendo como comandante o Capitão-de-Mar-e-Guerra (FN) GUY RENÊ ROBICHEZ SANCHES.

Em 27 de dezembro de 1971 foi criado o Batalhão de Manutenção e Abastecimento, pelo Decreto nº69.287 de 24 de setembro de 1971 com a mesmo dotação do ex-Comando de Serviços da FFE.

Dentro do contexto da reestruturação da Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE) foi alterada, por portaria Ministerial nº0055 de 18 de janeiro de 1995, a denominação de Batalhão de Manutenção e Abastecimento para Batalhão Logístico de Fuzileiros Navais. Para tal, a Unidade foi acrescida da Companhia de Transportes do Extinto Batalhão de Serviços e da Companhia de Saúde da Base Almirante Leônidas Telles Ribeiro (BALTR). Com isso, visou-se dotar a nova OM de um estrutura operativa que lhe desse condições de executar as tarefas logísticas de manutenção, transporte, abastecimento e saúde.

Em 23 de fevereiro de 1995, data que se tornou um marco histórico do CFN, foi realizadas, presididas pelo Exmº Sr. Contra-Almirante (FN) MOACYR MONTEIRO BAPTISTA, Comandante da Tropa de Reforço - as cerimônias de passagem de comando do Capitão-de-Fragata (FN) CESAR ESPERANÇA MATOSO para o Capitão-de-Fragata (FN) PAULO ROBERTO BORGES DE SANTANA e a oficialização da nova denominação. O Capitão-de-Fragata (FN) PAULO SANTANA, passou a ter o privilégio de ser o primeiro Comandante do BtlLogFuzNav - O caçula das OM do Corpo de Fuzileiros Navais.

Entidade custodiadora

Procedência

Âmbito e conteúdo

DESCRIÇÃO

Num escudo boleado e encimado pela coroa naval, campo de vermelho com dois fuzis de ouro, passados em aspa, com âncora superposta em pala e também de ouro; chefe de verde, carregado de duas abelhas voantes, em faixa e na sua cor.

EXPLICAÇÃO

O campo de vermelho - esmalte representativo da bravura, denodo e intrepidez, predicados dos Fuzileiros Navais do Brasil - os fuzis e a âncora de ouro constituem o seu próprio distintivo; no chefe de verde, as abelhas, símbolo da inventiva, do trabalho persistente e boa administração, recordam as importantes funções do Batalhão em apreço, para o êxito operativo do Comando que integra.

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

Condições de acesso

Livre.

Condiçoes de reprodução

Sem restrição de reprodução.

Idioma do material

  • português do Brasil

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de descrição

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Identificador(es) alternativos

Pontos de acesso de assunto

Pontos de acesso local

Ponto de acesso nome

Pontos de acesso de gênero

Identificador da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Status

Preliminar

Nível de detalhamento

Parcial

Datas de criação, revisão, eliminação

08/07/2019

Idioma(s)

Sistema(s) de escrita(s)

Fontes

Nota do arquivista

Lançado pelo estagiário Aidan S. Paim.

objeto digital (Master) área de direitos

objeto digital (Reference) área de direitos

objeto digital (Thumbnail) área de direitos

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Pessoas e organizações relacionadas

Gêneros relacionados

Lugares relacionados