Fundo AGIRIM - Agência Fluvial de Guajará-Mirim

Código de referência

RJDPHDM AGIRIM

Título

Agência Fluvial de Guajará-Mirim

Data(s)

  • 20/11/1940 (Produção)

Nível de descrição

Fundo

Dimensão e suporte

Suporte papel: A4
Suporte digital: .PDF

Nome do produtor

(20/11/1940)

História administrativa

A Agência Fluvial de Guajará-Mirim foi criada pelo Decreto nº 6.530, de 20 de novembro de 1940, com a denominação de “Agência Fluvial da Capitania dos Portos dos Estados do Amazonas, Acre, Rondônia e Roraima, em Guajará-Mirim (AgCPGMirim)”, com sede transferida para Porto Velho pelo Decreto nº 8.369, de 11 de dezembro de 1941.

A Portaria nº 61, de 28 de maio de 2007, do Comando de Operações Navais, fixou sua área de jurisdição abrangendo os seguintes municípios: Alta Floresta D’Oeste, Cabixi, Colorado do Oeste, Guajará-Mirim, Nova Mamoré, Alvorada D’Oeste, Cerejeiras, Costa Marques, Nova Brasilândia D’Oeste, Santa Luzia D’Oeste, Seringueiras, Pimenteiras do Oeste, São Miguel do Guaporé e sobre os rios limítrofes com o Estado de Rondônia, dentro de sua área de jurisdição.

A Agência Fluvial de Guajará-Mirim foi instalada em 1951. Desde sua instalação, funcionou nos seguintes locais:

De 1951 a 1963 - nas dependências do Prédio da Prelazia de Guajará-Mirim (Agência e residência do Agente) - Avenida Presidente Dutra 493;
De 1963 a 1969 – Em uma sala cedida pelo Serviço de Navegação do Guaporé (SNG), extinto em 1986, na Praça dos Navegantes - Avenida Presidente Dutra s/n; e
De 17 de setembro de 1969 até os dias atuais – Passou a funcionar em instalações próprias. Avenida 15 de novembro 418 – Centro – Guajará-Mirim.

O Estado não possui ligações ferroviárias, pois a Estrada de Ferro Madeira Mamoré (EFMM) está desativada. Todas as cidades da jurisdição são ligadas por rodovias, com trechos de asfalto e outros de terra.

É o segundo maior município de Rondônia em extensão territorial, e o oitavo em população. Em maio de 2009, no Rio de Janeiro, Guajará-Mirim recebeu o título de “Cidade Verde”, outorgado pelo Instituto Ambiental Biosfera, em razão de seu mosaico de áreas protegidas que fazem da cidade um dos maiores municípios brasileiros em termos de áreas preservadas.

O Município de Guajará-Mirim, que em tupi-guarani significa “Cachoeira Pequena”, tem sua história intimamente ligada à construção da Estrada de Ferro Madeira Mamoré, na primeira década do século passado.

A Agência Fluvial de Guajará-Mirim é subordinada à Capitania Fluvial da Amazônia Ocidental.

Endereço: Av. 15 de Novembro, n° 418, Centro, Guajará-Mirim – RO – Brasil – CEP: 76850-000.
Telefone (s): (69) 3541-2208

Entidade custodiadora

Procedência

Agência Fluvial de Guajará-Mirim.

Âmbito e conteúdo

Documentos relacionados à Agência Fluvial de Guajará-Mirim.

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

Condições de acesso

Livre

Condiçoes de reprodução

Sem restrição

Idioma do material

  • português do Brasil

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de descrição

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Identificador(es) alternativos

Pontos de acesso de assunto

Pontos de acesso local

Ponto de acesso nome

Pontos de acesso de gênero

Identificador da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Status

Final

Nível de detalhamento

Parcial

Datas de criação, revisão, eliminação

26/06/2014

Idioma(s)

Sistema(s) de escrita(s)

Fontes

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Pessoas e organizações relacionadas

Gêneros relacionados

Lugares relacionados